Title

Virada Sustentável: como falar de sustentabilidade de modo atraente e conscientizador

Andre Palhano | Virada Sustentável

Como falar de sustentabilidade... sem falar de sustentabilidade? O desafio foi abraçado por André Palhano, criador da Virada Sustentável, ao perceber que faltava conscientização sobre os temas ligados ao assunto entre os ditos "cidadãos médios" das grandes cidades. "Ainda há uma visão restrita aos problemas do meio ambiente. Falta informação, faltam campanhas mais sedutoras. É preciso agregar temas sociais à questão ambiental: cidadania, pobreza, direitos humanos, a cultura da paz." A solução foi criar a Virada, um conjunto de eventos que, apenas em São Paulo, atraiu em 2014 mais de 900 mil pessoas para participar de shows, exposições, instalações, ocupações públicas e outras atividades. "É uma grande campanha de educação sobre sustentabilidade que nunca vai usar o termo", define Palhano.

A grande pressão sobre os recursos naturais nos dias de hoje vem da crescente população urbana: atualmente, cerca de 85% dos brasileiros vive em cidades. Por isso, a Virada escolheu a maior cidade do país como palco principal de sua atuação. "Temos uma visão ampliada das questões sobre a sustentabilidade", diz Palhano. "Para falar sobre de recursos hídricos, em vez de fazermos uma palestra, vamos montar uma instalação. Para abordar a poluição, vamos levar as pessoas para entrar no rio Tietê com botes. Uma outra instalação feita com lixo serve para falar sobre consumo consciente", exemplifica. A ocupação de espaços urbanos - piqueniques, passeios coletivos de bicicleta e mutirões de horticultura, entre outros eventos – é outra prioridade. "Os debates sobre a cidade surgem desses movimentos", afirma Palhano.

A Virada já foi "exportada" para Manaus e ainda este ano chega também a Salvador. Rio de Janeiro e Porto Alegre devem receber suas versões em 2016. A ideia é tornar o evento ainda holístico e celebratório. "O novo ativismo tem cara de festa, é alegre e sedutor", sustenta Palhano. "Vamos incorporar gente com desejo de transformação vinda de todos os setores, trazendo trabalho em rede, co-criação, co-participação..."

Comentários