Title

Ideia Circular e Ellen MacArthur Foundation: economia circular em debate na plenária

A gestão de resíduos sólidos e o fomento à economia circular, dois temas críticos das atuais discussões no campo da sustentabilidade, deram a tônica da primeira parte da plenária “Como Redesenhar a Produção e os Mercados”.

Em sua apresentação de abertura, Léa Gejer, da Ideia Circular, instigou a plateia com uma mensagem crítica sobre a urgência de repensar o modelo linear da atual economia – baseado na sequência produção-consumo-descarte. “É hora de repensarmos radicalmente essa lógica e, também, o modo como organizamos as nossas vidas e nossos hábitos de consumo”.

Andrew Morlet, da Ellen MacArthur Foundation, deu sequência com uma série de indicadores que provam a necessidade de ressignificar – e até mesmo eliminar – o conceito de “lixo”, reduzindo a geração de material para descarte e a dependência de novos recursos naturais. Entre os desafios, destacam-se a perda de até 50% de frutas e vegetais e o desperdício de mais de 100 milhões de toneladas todos os anos, na Europa.

Para Morlet, três princípios são críticos para viabilizar a economia circular: preservar e potencializar o capital natural, otimizar o fluxo de recursos e ampliar a eficiência desse sistema, com menos externalidades. Foram apresentados estudos e exemplos de como empresas podem – e devem – incorporar princípios da economia circular às suas atividades. “Para viabilizar uma economia verdadeiramente circular, é necessário envolver empresas, elaboradores de políticas públicas e, sem dúvida, também os consumidores e parceiros de negócios”, afirmou.

Comentários